terça-feira, 9 de agosto de 2011

Pastora Jafia: Exemplo de Humildade e Clareza

            Há pessoas que, ao passarem por nossa breve existência, deixam-nos indeléveis marcas, as quais, acertadamente, levaremos, de forma prazerosa, pelo resto de nossos dias.
            Enquanto, por piedade divina, aqui existirmos, o Criador, vez por outra, faz uso de “anjos terrenos”, na forma de profetas de Suas Palavras, a fim de que nos orientar para que não caiamos nas armadilhas que, uma vez estando na Senda Divina, o Inimigo prepara, com a finalidade de que desviemo-nos da Porta Estreita.
            Tais mensageiros do Verbo Divino nos são enviados, sob as mais inesperadas maneiras, justamente nos momentos em que mais carecemos de um lenitivo para nossas, muitas vezes, já combalidas forças moral e física. Pouco importam, a Deus, a forma pela qual essa “Ajuda” nos chegue, porque, assim como há registros sagrados de que Ele tenha usado uma jumenta para falar com Balaão, O Criador pode utilizar-se de uma música, um toque, um carinho ou, até mesmo um simples olhar para falar aos Seus Escolhidos.
            Fomos agraciados, recentemente, pela visita da pastora Jafia Albarran Contreras. Vaso divinal, essa serva, fiel a Deus, teve o trabalho de deslocar-se do Chile, com a única e abençoada missão de orientar as ovelhas deste nosso país, Irmão em Cristo e também em idioma Neolatino.
            A visita de Jafia comprova-nos, mais uma vez, que as sábias e edificadoras palavras do Mestre nazareno não possuem fronteiras. O Seu Evangelho, não importa a língua em que o professemos, deve ser propagado pelo Mundo e a toda criatura que esteja debaixo do teto de Deus.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Procuram-se Jovens Com Medo de Morrer


Então lhe apresentaram uns meninos para que os tocasse; mas os discípulos ameaçavam os que lho apresentavam. O que, vendo Jesus, levou-o muito a mal, e disse-lhes: Deixai vir a mim os pequeninos, e não os embaraceis, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham. Em verdade vos digo que todo aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele. E abraçando-os, e pondo as mãos sobre eles, os abençoava. (Marcos, X: 13-16).
 
                O Mestre Divino, através destas sábias e edificadoras palavras, ditas, em tom repreensivo, aos discípulos, ensina-nos o sacrossanto ofício que faz-se mister a fim de que alcancemos o Seu Reino pleno de Glória.
            Jesus não nos disse que a Casa do Pai é por exclusividade das crianças, mas sim, utiliza-se desses pequeninos entes, de passos ainda vacilantes para a vida, como uma metáfora para a humildade e a pureza de coração. Características, as quais, de que o Ser Humano tanto carece, frente a sociedade hodierna, a qual é regida pela competitividade , bem como pela evidente inversão de valores.
            No entanto, há de se pensar que, como diz um filósofo britânico, “A CRIANÇA É O PAI DO HOMEM”, por conseguinte nossa igreja criou o PROJADAM (Projeto Juventude Assembleia de Deus Madureira), por intermédio do qual visamos arrebanhar jovens a fim de adquirirem, através da evangelização e do discipulado, consciência cristã.
            É, para nós, incomensurável satisfação, tomar a candeia e partir, em meio a trevosa noite, em busca destas ovelhas desgarradas e, com mensagens edificadoras, reconduzi-las ao Seio do Pai.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O Conflito entre o Ter e o Ser

“…nada TENDO, mas possuindo tudo.” (2 Co.6:6)”

            O Evangelho de Jesus caracteriza-se pelo AMOR entre pessoas e a Deus, e não pelo poderio econômico ou político que venham a TER. A sociedade vive uma evidente inversão de valores. Infelizmente a Igreja de Jesus, que deveria ser o Sal da Terra e a Luz do mundo, está entrando no esquema do mundo, ou seja, estamos, devido ao massacrante apelo da mídia, permitindo que os modismos e as falsas interpretações do Evangelho invadam aquela que deveria ser chamada Casa de Oração.
                Há uma pseudo ideia de que TER é mais importante do que SER. Nem sempre aquele que muito possui é agradável aos olhos de Deus. A ânsia do TER corrompe o caráter do SER. TER pode ser algo instantâneo, rápido, repentino. Da mesma que vem, vai também.

              Felicidade, por exemplo, precisa ser um estado de alma,  não efêmero. Grande diferença há entre Ser Feliz e Ter momentos Felizes. O primeiro é duradouro e, tal qual corrente contínua, levam emanações positivas de alma para alma. Ou seja, é algo que se transmite. O Segundo consiste em meros instantes de prazer que colorem uma existência vazia, muitas vezes carente da Palavra Divina.

             Paulo deu lições à Igreja de como ela pode e deve desvencilhar-se do TER para SER alguém diante de Deus (2 Co. 6:1 a 10). Cabe a nós, Soldados do Evangelho, não dar nenhum motivo de escândalo em coisa alguma, para que o ministério não seja censurado.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

"TUDO ELE FEZ ESPLENDIDAMENTE BEM"


“Maravilhavam-se sobremaneira, dizendo: Tudo Ele tem feito esplendidamente bem; não somente faz ouvir os surdos, como falar os mudos. 
                  Marcos 7:37
                                                                                                        

Da mesma maneira que Deus realizava todas as coisas e tinha excelência no que fazia, Jesus, de igual modo, também realizava suas obras com excelência e todos viam o quanto ficavam boas, pois todos se maravilhavam.
Nós fomos criados a imagem e semelhança do Senhor, logo, também fomos criados para fazer tudo com excelência.
Mas nossa excelência não deve ser somente no espiritual, somente em nosso ministério, devemos ser excelentes em tudo, porque nossas ações no plano da carne refletem no espiritual. Existem irmãos que em seu local de trabalho vivem murmurando e realizando negligentemente suas tarefas, mas assumem uma postura diferenciada quando estão envolvidos nos cultos, nos discipulados. Mas devemos entender que nosso chamado não se resume somente à igreja, mas sim em todas as nossas atividades cotidianas. Quer em nossas atividades laborativas, para o nosso próprio sustento ou da família, a qual nos foi por Deus confiada, quer em nosso estudo, a fim de nos tornarmos alguém, conquistar um lugar ao sol, quer, até mesmo, em nossa comunhão com a igreja de Cristo, sejamos excelente naquilo que a nós foi designado. Façamos como se fosse para o Pai, porque, dessa forma, seremos recompensados, não com ouro ou prata, mas sim por uma chuva carinhosa, plena de bênçãos e vitórias.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

"Na Expressão Corporal O Louvor A Deus"

                

                O Grupo de Gestos, da igreja evangélica Assembleia de Deus, Ministério Madureira, da cidade de Amparo/SP, completa, no próximo dia 07 de maio de 2011, seu primeiro ano de Louvor a Deus.
            Lideradas pela jovem Marília Cunha Soares, as cinco integrantes do grupo fazem uso da expressão corporal como uma forma criativa de adoração à obra e à magnificência do Criador.
            Adorar a Deus com dança é bíblico. A escritura dá muitas referências ao uso de dança como uma forma de celebração e de adoração. Davi  é a maior referência a isso, porque, no Segundo Livro de Samuel há a passagem: "E Davi saltava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava Davi cingido de um éfode de linho."  Éfode era uma veste sem mangas para os braços e que se estendia até  bem abaixo dos quadris. Era, geralmente, utilizada pelos sacerdotes do Antigo Testamento, nos cultos, como vestimenta propícia à adoração a Deus.
            No século XIII muitos sacerdotes celebravam, através da dança, a descida do Espírito Santo. Eram utilizados, nessas ocasiões, instrumentos musicais, através dos quais, segundo os religiosos, o Espírito de Deus falava aos corações.
No final do século XVIII surgiu um grupo de puritanos, provenientes da Inglaterra , que  faziam uso de danças,  através das quais homens e mulheres  moviam-se, sacudindo suas mãos, representando, através de gestos corporais, a descida do Espírito Santo e a renúncia ao pecado. Talvez essa prática haja sido a grande precursora do que hoje conhecemos sob o nome de Grupo de Gestos.
Com o tempo, as expressões corporais passaram a ser entendidas e cada vez mais utilizadas como veículo de comunicação com o Divino, pois representavam mais uma forma de respeitosa adoração. Os grupos religiosos passaram a demonstrar crescente interesse em reavivar antigas tradições bíblicas, acrescentando, a estas, novas e inovadoras práticas, visando, sempre, o louvor a Deus.
Atualmente a dança na Adoração Divina se faz presente nas catedrais, igrejas, convenções, encontros religiosos e nas salas teatrais. Tornou-se prática comum, principalmente, nas igrejas evangélicas de todo o mundo. A dança religiosa é uma saudável e inovadora maneira de, além de chamar a juventude para Cristo, alegrar o Coração de Deus.


quarta-feira, 16 de março de 2011

"Descendo Às Águas"


O Batismo nas águas é um acontecimento de suma importância na vida de todo aquele que crê nas redentoras palavras do Mestre Jesus. Através do batismo, testificamos que queremos a salvação e que não vivemos mais para o mundo, porque é um símbolo de “sepultamento”, isto é, essa prática representa a morte do nosso velho homem, da nossa velha vida, a fim de que ressurjamos num novo corpo, de alma cândida.
Ao descer às águas, no entanto, faz-se mister que tenhamos a consciência limpa de quaisquer ódio, rancor ou desejo de vendeta, a fim de que o Espírito Santo possa agir, purificando e sanando as feridas da alma. Porque Deus, em sua infinita bondade e misericórdia, quer que seu filho pródigo, tal como uma perfeita criação, recém-saída das mãos de um hábil artista, resplandeça aos olhos de seu Criador.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Evangelho Sem - Fronteiras

            É, para nós, motivo de regozijo tomar conhecimento de que, graças ao nosso empenho em proclamar o Santo Evangelho, nossa Assembléia querida haja transposto as fronteiras nacionais, a fim de irmanar-se aos países de língua latina.
            Recebemos, com muito orgulho, por intermédio de nossa querida e abençoada irmã Ester Freire Correa, que muito se empenhou ao aceitar a tão nobre tarefa de levar a Palavra de Vida aos nossos irmãos chilenos, a honrada visita da Missionária Katty, natural deste país tão perseverante na fé, embora tão castigado pelas recentes intempéries.
            A Missionária Katty, uma serva muito iluminada pela Graça do Espírito Santo, deu-nos um forte exemplo de humildade, pois abordou, ao trazer-nos uma reconfortante palavra, a respeito de como devemos ter paciência com aqueles que, muitas vezes, são objeto de nosso sofrer, colocando, para tanto, à prova a nossa fé.
            A Paciência, que devemos ter com aqueles que se levantam contra nós, é a mais meritória e agradável a Deus, porque consiste na resignação, na confiança de que o Ser Supremo a tudo ouve e a tudo vê e de que, graças ao Tempo Divino, um dia seremos exaltados.

domingo, 6 de março de 2011

Testemunho Sincero

           Hoje, posso contar um pouco sobre mim. Eu me casei e, após três anos, tive uma profunda depressão, o que me deixou seis meses sem sair de casa. Em decorrência desse problema, minha esposa, juntamente com nosso filho de um ano e cinco meses, foi embora para a casa de seus pais, deixando-me só.
            No intento de me ajudar, minha irmã levou-me a um terreiro de Umbanda. Acabei, de fato, por melhorar da depressão e, por isso, permaneci nesse terreiro por dez anos. Lá, acabei descobrindo que uma ex-namorada havia feito um trabalho a fim de que eu ficasse doente.
            Após mais algum tempo freqüentando a Umbanda, tudo em minha vida começou a entrar em declínio. Perdi meu emprego e, devido a isso, passei dois anos e quatro meses desempregado.
            Minha esposa, já de volta a nossa casa, olhava-me e me perguntava, a todo tempo, onde havíamos errado para estar naquela difícil situação.
            Sem alternativa, comecei a olhar para o Céu, suplicando a Deus uma resposta para minha aflição.
            Cheguei a ir a uma igreja evangélica pedir ao pastor que orasse por mim e minha família, a fim de que eu arrumasse um emprego. Foi nessa hora em que eu ouvi algo que não esperava: O Pastor, inspirado por Deus, revelou-me, em meio à oração, que a promessa divina, em minha vida, era que eu perseverasse na igreja evangélica, pois o Criador iria me usar para cura e, um dia, muito breve, eu seria um pastor, a levar lenitivo às almas enfermas.
            Ao ouvir aquilo, virei-me para o pastor, dizendo-lhe que ele estava louco, porque eu era umbandista e que jamais acreditaria em tais coisas.
            Levei, após tal fato, quatro meses para ir à presença de Deus, mas, pela misericórdia divina, acabei por me converter em 30 de fevereiro de 2001.
            Hoje, posso dizer que o Homem, longe da presença de Deus, é um ser miserável. Eu já não tinha quaisquer esperanças de viver, devido à falta de emprego e pelas dificuldades por que atravessava em meu lar. No entanto, esta luta foi, para mim, como um despertar da letargia pela qual estava passando.
            Certo dia, eu estava caminhando pela minha chácara, questionando-me acerca dos problemas, pelos quais estava passando, quando senti a presença do próprio Jesus a inspirar-me a abrir minha Bíblia. Fui para casa e abri a Sagrada Escritura. Orei muito e tudo, a partir daquele momento, começou a prosperar em minha vida. Senti uma mudança interior e isso possibilitou melhoria em meu ambiente familiar.
            Depois disso, fui tentado muitas vezes a sair da Presença de Deus. O Inimigo chegou a oferecer-me dinheiro e poder em troca de minha alma, sofri um acidente, entre minha bicicleta e uma moto, mas, graças ao Altíssimo, perseverei em minha fé.
            Atualmente posso dizer que o Deus que eu sirvo não me deixará na miséria, pois sou mais uma ovelha, outrora desgarrada, de seu rebanho e, tal qual um bom pastor, O Senhor não há de permitir que nada me falte.

                                                                                            Diácono Antônio Carlos

sexta-feira, 4 de março de 2011

Vaso de Deus

           Há, na bíblia, uma parte que nos fala que o real significado das palavras de Deus será oculto aos homens de letras e de ciência e, no entanto, será a pedra angular, a bússola que norteará os passos dos Simples de Coração.
            Nossa igreja teve a honra de receber, de braços e corações abertos, um grande exemplo de homem inspirado por Deus. Fomos, nesta quinta-feira, dia 03 de março de 2011, visitados pelo pastor itinerante Charles Araújo, um exemplo de vaso de Deus, um homem simples, brincalhão, porém alguém cuja língua profere labaredas vivas do evangelho libertador. Um homem que possui a chama do Espírito Santo a inspirar sábias e dessedentadoras palavras de fé e consolo espirituais.

            Pastor Charles explanou, de maneira simples e de fácil absorção, sobre o exercício da paciência do cristão. Não nos referimos aqui somente àquela paciência que consiste no ato de esperar o Trabalhar Divino em nossas vidas, mas sim àquela que temos que praticar como Dever Cristão, ou seja, a paciência que devemos possuir mediante à dor e ao sofrimento, àquela que devemos colocar em prática diante daqueles que são objeto de nosso sofrer, porque, às vezes, Deus permite que sejamos alvos de calúnia ou sofrimento, com a finalidade de testar a perseverança de nossa, talvez, vacilante fé.
            A Paciência de suportar aqueles que nos atiram pedras é, acima de tudo, um exercício de caridade, uma prova viva da faculdade do Perdão, é o exímio exemplo de evolução Espiritual.


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Lugares Altos

"Propôs também a seguinte parábola a alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros. Subiram dois homens ao templo para orar: um fariseu e outro publicano. O fariseu, posto em pé, orava dentro de si desta forma: Ó Deus, graças te dou, que não sou como os demais homens que são ladrões, injustos, adúlteros - nem ainda como este publicano; jejuo duas vezes por semana, e dou o dízimo de tudo o que ganho. O publicano, porém, estando a alguma distância, não ousava nem ainda levantar os olhos aos céu, mas batia no peito dizendo: "Ó Deus, sê propício a mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta, será humilhado; mas o que se humilha , será exaltado".
(Lucas, XVIII, 9-14)

 O dever de cada cristão, tanto na aurora de um novo dia, bem como, ao término da jornada, antes do repouso físico, é a prece. Não nos referimos aqui a um conjunto de palavras maquinalmente interligadas entre si, mas sim a um desabafo da alma, ou seja, quando calamos nossa razão, a fim de dar vazão à voz do coração.
A prece que mais agrada a Deus, tal como definiu Jesus, é aquela que priva pela sinceridade e simplicidade das palavras e não pela sua quantidade ou beleza. A prece provinda de um coração sem máculas é a que, tal como a águia, alça altos voos e, dessa maneira, consegue contemplar a face do Criador.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Evangelização no Bairro da Biquinha (Amparo/SP)

"Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estarei Eu no meio deles (Mt 18, 20)"




 A santificada tarefa de um cristão, após aceitar o Senhor Jesus como salvador, é arrebanhar almas, a fim de levá-las pela senda que a Deus conduz.
Com esse intuito, a nossa igreja, desenvolveu um projeto de evangelização em comunidades carentes da cidade de Amparo/SP.
Às sextas-feiras, a partir das 20:00h, uma equipe, supervisionada pelo Pr. Márcio, desloca-se ao Bairro da Biquinha, para levar àquelas pessoas, tão carentes do pão físico, bem como do pão do espírito, uma palavra de conforto, embasada sempre nos ensinamento do Grande Mestre Galileu.
Nossos irmãos em Cristo são de boamente recebidos numa determinada casa, na qual residem pessoas que, de coração aberto, prestam dóceis ouvidos às edificantes palavras do Evangelho Libertador. Nesse lar, agora edificado e abençoado pelo Verbo Divino, são desenvolvidas leituras explanadoras, libertações e curas físicas, como também da alma humana, a qual tanto carece de um refrigério para os revezes do dia-dia.
Embora haja poucas almas debaixo daquele teto, a presença de Jesus Deus se faz sentida e o gesto de fé e amor de seus humildes habitantes possibilitam o trabalhar divino naquela carente comunidade, em que faltam, muitas vezes, condições básicas de sobrevivência, devido ao desconhecimento da Palavra e à falta de Cristo em seus corações.
Agradecemos a Deus por preparar um bom solo no coração dessa família que, de bom grado, recebe boas sementes. Temos a certeza de que o Nosso Pai Maior fará que o vento de Sua Misericórdia sopre, levando, nessa empreitada, alguns grãos salutares aos, ainda, empedernidos corações de muitos irmãos que habitam aquela comunidade.



 Que a Paz do Senhor Jesus esteja conosco hoje e sempre. Que assim seja!!!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Suportando as Pressões




"Esperei com Paciência no Senhor, e Ele se inclinou, para mim, e ouviu meu clamor." (Salmo 40, v. 1)

Analisando este versículo bíblico, vemos, no ato de esperar, uma ação do salmista. Esperar não é permanecer inerte, parado, mas sim algo que se move numa direção, ou seja, caminha rumo ao Senhor. Vemos, também, que a palavra Paciência vem do grego, com o seguinte sentido:
Paciência é igual a suportar as pressões interiores e exteriores. Logo podemos afirmar que o salmista quis dizer:
Se os problemas da vida têm-lhe parecido difíceis de suportar, espere com paciência no Senhor, suportando as pressões interiores e exteriores, porque, neste momento, o Senhor levantar-se-á, de seu trono, a fim de se inclinar para ouvir o seu clamor, dando-lhe, finalmente, a vitória, tirando-lhe de um lago horrível, e colocando, sob seus pés uma rocha que firmará os seus passos.

Que Deus Abençoe a Todos!

                                                                          Pb. Vagner Vasconcelos

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

"Campanha Portas Abertas"

"Quando derdes um festim, convidai para ele os
pobres, os estropiados, os coxos e os cegos. - E sereis ditosos por não terem
eles meios de vo-lo retribuir, pois isso será retribuído na ressurreição dos
justos." (S. LUCAS, cap. XIV, vv. 12 a 15.)
Não importa o quão machucada esteja a Alma Humana, Deus quer que todos os Seus filhos tomem parte em Seu repasto. Venha e aceite Jesus de coração aberto, porque há sempre bons lugares vagos e o Senhor alegrar-se-á  por ver toda a Grande Família Cristã reunida para o Banquete Divino
.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Visita Missionária

Esteve nos visitando, quinta-feira, 27 de janeiro, bem como nos abençoando com suas balsâmicas palavras, inspiradas pelo Verbo Divino, a Missionária Waldeci.
Através de seu Testemunho de Vida e de Fé, a missionária nos mostrou que, para chegarmos aos ternos braços do Meigo Rabi da Galiléia, faz-se necessário uma vida embasada no Desprendimento, na Renúncia, no Desapego aos bens mundanos e, principalmente, no Amar ao Próximo como a Nós mesmos.
Muito Obrigado, irmã Waldeci. Suas sábias palavras a colocaram no Coração de toda a nossa Igreja!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ASSEMBLEIA DE DEUS (Ministério Madureira) Amparo / SP

Espaço destinado àqueles que, independente da religião que professem, creiam e busquem a Salvação nas Palavras do Grande Mestre Jesus. Porque todo Cristão tem, como dever moral, a redentora tarefa de buscar e acolher as almas, a fim de, através da benevolência, levá-las à Presença do Pai.